Plantwise Blog

brazil.png

Participantes do treinamento sobre funcionamento das clínicas de plantas com enfoque na recomendação técnica em fitossanidade, além de metodologías de comunicação e extensão rural.


O novo campus da Universidade Federal de São Carlos, localizado no sudoeste paulista, estabeleceu desde 2016 uma parceria com CABI Plantwise para integrar a rede nacional de entidades executoras das clínicas de plantas no Brasil. As clínicas de plantas são uma metodologia para oferecer serviços de diagnóstico e recomendação de problemas fitossanitários com enfoque no manejo integrado de pragas e direcionado a agricultura familiar.
O Campus da Lagoa do Sino apresenta um plano pedagógico especialmente desenhado para interagir com a solução de problemáticas relacionadas ao desenvolvimento local. As ações educativas e de extensão da Universidade precisam integrar-se com o desenvolvimento do território. Como parte dessa estrategia, construiu-se um grupo de extensão e pesquisa chamado ‘Clínica de Culturas’. Coordenado pelos docentes Dr. Waldir Cintra e Dr. Rodrigo Marques Neves e composto por alunos do quarto e quinto ano do curso de agronomia o grupo pretende, entre outras ações, assimilar as metodologias de extensão de Plantwise para promover serviços de assistência técnica para agricultores da região.
Na primeira semana de Outubro o campus recebeu os dois últimos módulos do treinamento que habilita técnicos de extensão rural a implementarem as clínicas de plantas e demais métodos de transferência promovidos por Plantwise. O treinamento trabalhou temas relacionados ao manejo integrado, recomendação para prevenção, manejo e controle de pragas e doenças. Além disso, os participantes tiveram contato com metodologias de comunicação e desenho de materiais de extensão rural com enfoque em controle de pragas e doenças no contexto da agricultura familiar.
Como parte das atividades no treinamento os alunos desenvolveram rascunhos de folhas informativas sobre manejo de Diatraea saccharalis na cana, Sigatoka no bananal, Helicoverpa armígera e Spodoptera frugiperda no milho. Cada folha informativa é desenhada para apresentar ao agricultor toda informação essencial para a identificação do problema, entender as principais características de seu ciclo de vida e como tomar ações de manejo preventivo, cultural, controle biológico e soluções sustentáveis e práticas com uso de bioinsumos (se disponíveis).
O curso contou com a participacao de Msc. Eduardo Neves, coordenador do programa Plantwise na América do Sul, e a doutoranda do programa de Pós-graduação em Proteção de Plantas da FCA/UNESP Laís Cristina da Silva. Laís faz parte de uma equipe de pós-graduandos orientados pela Profa Dra. Regiane Bueno que colaboram com a produção e revisão técnica dos materiais de extensão desenvolvidos pela instituições colaboradoras de Plantwise no país. Os materiais produzidos pela UFSCar serão revisados pela equipe já estabelecida na UNESP e em breve estarão disponíveis para acesso nas plataformas de divulgação de conteúdo técnico online (plantwise.org/knowledgebank) e através do aplicativo ‘Plantwise Factsheets Library’ (Biblioteca de Folhas Informativas Plantwise).
Por Eduardo Neves, CABI.

Leave a Reply

Related News & Blogs

Farmers helping farmers to solve crop problems in Nepal

A farmer has to organize a thousand things before getting the final returns from the crop they planted. Choosing the right season and variety of crop, managing the labour forces during the critical crop periods, water management or waiting for rainfall…

22 November 2019